Visitantes

................................................................................................

.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

"Parque de Diversões" recebe prêmio de Melhor Dramaturgia


"Toda vez que eu olho pra esta TV gigante eu só consigo pensar que falta alguma coisa. Sempre falta. Não importa o que você já tenha conquistado, sempre vai faltar alguma coisa."


Uma ótima notícia para encerrar um ano de muito trabalho: na última sexta-feira, dia 09/12, nossa peça Parque de Diversões levou o Prêmio Açorianos de Teatro de Melhor Dramaturgia 2016, concedido anualmente pela Coordenação de Artes Cênicas e pela Secretaria de Cultura de Porto Alegre. Escrito por mim em parceria com o ator e diretor Marcos Contreras, o espetáculo estava indicado em 4 categorias: Melhor Ator, Melhor Dramaturgia, Melhor Iluminação e Melhor Trilha Sonora Original.

Essa é segunda vez que eu recebo o prêmio nessa categoria: em 2012, um outro texto de minha autoria já havia sido eleito pelo júri como a melhor dramaturgia daquele ano: Os Plagiários - Uma Adulteração Ficcional Sobre Nelson Rodrigues.

Abaixo, a imagem do troféu deixado no palco do Teatro Renascença, em Porto Alegre, após o discurso do ator, codiretor e coautor da peça, Marcos Contreras, que fez uma reivindicação por mais incentivo para as artes cênicas no Rio Grande do Sul e cobrou maior atenção para a Cultura tanto por parte do governo do estado quanto pela administração municipal (para mais informações sobre o protesto, CLIQUE AQUI).




Obrigado a todos que torceram por nós! Até 2017!



quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

"Parque de Diversões" é indicado a 4 prêmios

Num ano com tantas perdas e retrocessos na área da Cultura, uma ótima notícia: nosso espetáculo Parque de Diversões foi indicado em 4 categorias do Prêmio Açorianos de Teatro 2016:

  • Melhor Dramaturgia
  • Melhor Ator
  • Melhor Iluminação 
  • Melhor Trilha Sonora


Escrito e dirigido por mim em parceria com o ator Marcos Contreras, a peça – que estreou em 2008 e voltou a cartaz em 2016 numa versão atualizada – discute a alienação do mundo contemporâneo através da figura de um homem que se sente anestesiado pela realidade à sua volta. Deitado em sua cama, o personagem comenta à plateia os fatos que o levaram àquele estado de absoluta letargia. Em meio a lembranças, ressentimentos, consumo e abuso de drogas, ele enxerga nas circunstâncias apenas desculpas para refugiar-se em seu apartamento. Sua paz só é rompida pelo parque de diversões que fora montado bem em frente à sua janela e que insiste em, dia após dia, invadir seu quarto com ondas de intolerável alegria. Unindo linguagem audiovisual, experimentação sonora e performance ao vivo, o espetáculo recebeu elogios entusiasmados do público e da crítica.


No que diz respeito especificamente à dramaturgia, esta é minha 8ª indicação ao Prêmio Açorianos de Teatro nesta categoria em meus 10 anos de carreira como dramaturgo, completados em julho desse ano. Das sete vezes anteriores, fui indicado pelos textos das seguintes peças:

Andy/Edie (2006)

Teresa e o Aquário (2008)

9 Mentiras Sobre a Verdade (2010),

O Mapa_ (2011)

Hotel Fuck – Num Dia Quente a Maionese Pode te Matar (2011)

Os Plagiários – Uma Adulteração Ficcional Sobre Nelson Rodrigues (2012)*

Fassbinder – O Pior Tirano É o Amor (2014)

* vencedor do Prêmio Açorianos de Teatro - Melhor Dramaturgia 2012.


A cerimônia de entrega dos troféus será no dia 09 de dezembro de 2016, às 20h, no Teatro Renascença, em Porto Alegre.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...